segunda-feira, 23 de março de 2009

Meia-Maratona de Lisboa: A ponte para o record!


A Meia-Maratona de Lisboa tornou-se um fenómeno de massas. Obviamente que, uma manifestação desportiva que reúne cerca de 35.000 pessoas, algumas para correr, muitas para caminhar e outras ainda para passear, apreciar a magnífica paisagem ou simplesmente para se divertirem, tem defeitos e virtudes.

Nas duas últimas edições participei e escrevi aqui no blog o que eu penso acerca desta meia-maratona ( ver, da iniciação à peregrinação e a ponte da festa), logo não me vou repetir, com um relato que seria de todo muito idêntico.

No entanto, gostava de referir os defeitos e as virtudes que este ano consegui observar.
No rol dos defeitos, vem logo à cabeça o acesso à praça das portagens de todos os que vão no comboio para o Pragal e depois se dirigem ao local da partida. É inacreditável continuarem ao fim de tantas edições, a obrigar os milhares de pessoas a descer caminhos estreitos, com a agravante de este ano colocarem à entrada deste apertado e miserável acesso uns seguranças a revistarem as pessoas - simplesmente surreal!

Depois, a partir do momento que os atletas de elite não partem da ponte mas sim de Algés, não vejo a necessidade da distância da partida propriamente dita, onde estão colocados os atletas e caminhantes VIP's, convidados da organização e dos patrocinadores seja tão grande. É que são cerca de 200 metros. É completamente descabido, 20 metros bastariam e desta forma permitiria que a maioria dos atletas pudesse fazer um aquecimento digno desse nome.

Do lado das virtudes apenas consigo enaltecer o aumento, em cerca de 15% no número de participantes da 'meia', relativamente ao ano passado, com particular realce para a presença feminina, aproveitando desde logo para saudar as 790 mulheres que terminaram a prova.

A minha corrida correu bastante bem. Como aqui referi, a ida à capital serviria para fazer um primeiro balanço das semanas de treino e analisar o comportamento das pernas. E não é que as pernas responderam bem! Tão bem que até deram para um record! Mas mais importante que o resultado obtido, foi a forma relativamente fácil como foi alcançado.


Como muitos outros, também parti lá de trás e inevitavelmente com um aquecimento muito deficiente, no entanto consegui evitar a confusão e desde logo apanhar o andamento que desejava, contando com a ajuda do declive da ponte, fiz os primeiros 5 kms em 17m55s. Depois, quando a corrida entrou na zona plana da Avenida 24 de Julho, estabilizei o ritmo sempre a 3m40s/3m41s o km, o 2º parcial de 5 km feito em 18m26s, o 3º em 18m23s e o 4º em 18m27s, o que demosntra bem a regularidade mantida ao longo de todo o percurso. Concluí a prova com o tempo oficial de 1h18m27s, mas com o tempo de chip - e este é que conta para mim - de 1h17m42s, que além do já referido record, garantiu-me o 8º lugar em Veteranos 45-50 anos entre 594 participantes e na classificação geral 0 11oº lugar entre os 5.504 atletas que dobraram a meta.

Gostava também de agradecer publicamente o incentivo que senti durante corrida dos companheiros aqui da blogosfera, Joaquim Adelino, João Meixedo e Paulo Martins. O meu sincero obrigado!

Saldo final - as pernas andaram ligeirinhas! O treino vai continuar, porque corridas não faltam!

12 comentários:

António Almeida disse...

Parabéns Capela pela marca.
Também lá estive a reboque da família e continuo a não gostar desta "meia", se voltar a participar será só em 2011...
Pena que não o vi, nem durante a prova o consegui identificar.
Continuação de bons treinos.
Abraço.

Carlos Lopes disse...

Olá Capela

Por 2 vezes vi-te no sentido contrario da minha corrida. Ias sempre em grande destaque e a um rito infernal. Os meus parabéns Capela, pelo post e a prova realizada. abraços

Flechinhas disse...

Muito bem...principalmente a tocar nos aspectos que teimam em não corrigir depois de tantas edições. Poderia-se entre outros, ainda, acrescentar a deficiente e morosa entrega de dorsais no dia anterior. Seria importante que estas organizações acompanhassem estes Blogs, que no fundo são os atletas que fazem a verdadeira festa do Atletismo.
Cumprimentos Desportivos
Duarte Silva

Anónimo disse...

Caramba Zé que tempo ótimo!
Razão suficiente para estares de parabéns.
Os teus treinos têm dado frutos.

Beijoca,

Manuela

Carlos Lopes disse...

Deixar apenas um comentaria extra sobre a Organização. Como sabes estive no Brasil, e por lá fiz a 1/2 maratona do Rio, entra para o campeonato mundial da distancia. Estavam por lá 30 mil pessoas para fazer a 1/2 Maratona, nao como aqui so acabaram 6 mil. Os atletas da Elite, sairam 50 metros a frente, mas quando falo atletas de elite, são aqueles que tem marcas na casa da -01.00.00/01.04.00. O resto ficava atrás. Não vi dorsais vip´s a ficarem para tras, como nesta prova. Em relação as 2 provas, esta de Portugal, tem muito que aprender... Se poderes Capela, um dia vai ao Brasil fazer esta prova ou a Maratona do Rio, e veras as diferenças.

luis mota disse...

Olá Capela!
Parabéns pelo desempenho na prova. Apesar de concordar com o que escreve é uma prova que gosto bastante.
Estive um ano a aguardar este dia. No ano passado fiz a meia por engano e só na recta da meta saltei para o lado da caminhada. Vi tantos atletas com a medalha da meia que também merecia ter ganho, pois tinha completado o desafio e eu com a da caminhada. Por isso foi com muita alegria que recebi o dorsal, que beijei-o antes de o colocar.
Este ano consegui concluir e ter a tão preciosa medalha da Meia Maratona de Lisboa.
Para o ano vou querer marcar presença. Até lá outros desafios se apresentam.
Boas corridas,
Luís Mota

MPaiva disse...

Amigo Capela,

A média de "cada prova cada record" está para ficar! Parabéns por mais este objectivo alcançado, numa prova que, ajudando no que diz respeito ao percurso, não é fácil pelo início atribulado e pela curvas que é necessário fazer no início para contornar os "obstáculos"!

abraço
MPaiva

joaquim adelino disse...

Olá amigo Capela.
Inicío com sinceros parabéns pela regularidade em toda a prova que culminaria com a obtenção do seu recorde.
Subscrevo na íntegra os reparos que fez à organização, ou falta dela, antes de ser dada a partida.
Certamente haverá alguém que fará chegar este descontentemente que aqui vamos deixando à Organização da corrida para que em próximas edições isto não se repita.
Deixar 35.000 pessoas para lá das Portagens à sua sorte e sem qualquer tipo de apoio é um atentado ao bem estar de todos os participantes, e todos foram para ali para se divertirem.
Agradeço-lhe a referência ao meu incentivo quando nos cruzámos, aquele seu olhar fugaz e rápido na minha direcção na altura não deu para perceber se tinha sortido efeito, agora que o confirma fico muito feliz pois o seu esgar de esforço era tal por volta dos 19kms que pensei, e bem, que naquela altura você não tinha olhos para mais ninguém a não ser para a meta. Olhe, enganei-me e fico agradecido.
Um abraço e continuação de bons resultados.

Anónimo disse...

Grande Capela parabens em 1 lugar... Quanto aos defeitos da meia ainda bem porque se saio contigo ia ser o caneco.. mais a serio realmente é incrivel ter que ir para a ponte por caminho de cabras

Mais uma vez parabens mas olha que estou atento...

Manuel Mendes... Team. U.M.... V.S.C

Mark Velhote disse...

Viva Capela,

Depois de ler alguns posts fico satisfeito por não me ter aventurado neste Meia como pretendia...
Tamanha confusão e dorsais VIP não me entram na cabeça! O preço da inscrição talvez desse para organizar um bocadinho melhor esta prova!
De qualquer pelo que me têm dito talvez tivesse sido bom para quebrar records como tu fizeste e muito bem.
Estás novamente de parabéns!

Abraço

João Meixedo disse...

Mais vezes nos cruzemos, e mais vezes te incentivarei.
Abraço e continuação de progressão.
JP

Douro disse...

Parabéns!
Agora esperamos por si na MAIS BELA CORRIDA DO MUNDO, a EDP 5ª Meia Maratona do Douro Vinhateiro.
www.meiamaratonadouro.com

Até 23 de Maio!