terça-feira, 16 de outubro de 2007

Maratona do Porto: A contagem decrescente já começou...

Parece que ainda ontem comecei os treinos para a maratona e já se passaram onze semanas. Nem é preciso conferir no calendário para saber que falta pouco para chegar o dia da 'mítica corrida', pois o nervoso miudinho começa a fazer-se sentir, o que não me parece grave, pois mesmos os mais experimentados e já habituados à distância, também o sentem. Aliás, acho que o 'friozinho na barriga' é sinal que houve uma preparação prévia para a prova e sei bem que assim que for dado o tiro da partida desaparece num ápice!

Nestes dias que antecedem a prova analiso as minhas anteriores participações em maratonas, tentando fazer algumas comparações entre os estados de forma do passado e do presente, segundo as metodologias de treino aplicadas em cada uma das épocas. Acredito no trabalho realizado ao longo destas semanas, por isso vou partir para a corrida adoptando o ritmo para o qual treinei, procurando ser o mais regular possível ao longo dos 42.195 metros.

Numa maratona, diz-me a minha curta experiência que não são apenas as pernas que correm, a cabeça também desempenha um papel fundamental, é preciso estar preparado para não quebrar o ânimo, caso possam surgir eventuais contrariedades. Sem nunca esquecer o lema que me move - "Pior que não cumprir os objectivos, é não ter objectivos!" - domingo vou em busca do meu melhor tempo!

A maratona tem uma enorme carga simbólica, provoca fascínio entre os atletas do pelotão, transportando-os muitas vezes para momentos verdadeiramente épicos. Eu já senti quer a glória, quer a desilusão, sendo a distância que separa uma e outra, apenas de uns escassos minutos.



Até para a semana!

7 comentários:

nadais disse...

josé espero notícias boas daí.
se ver algum queniano de-lhe uns chutes, para dar mais chance aos patrícios (rsss)
valeu!
nadais

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Força ZÉ!

Estou contigo!! (salvo seja).

Tu vais conseguir!!!


Deixa-me só corrigir-te uma coisa que dizes (se me permites):

quando escreves que o frio na barriga e o nervoso miudinho é sinal que houve uma preparação prévia, eu não diria isso, e olha, fala a experiência, se é que me faço entender.(snif...)

Um beijinho grande e até ao Porto, campeão!

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Ah! Faltou dizer-me uma coisa: na foto da "desilusão" estás com um ar triste, mas estás muito bonitinho!!!

Carlos Lopes disse...

Boa Sorte Zé

Anónimo disse...

Prá frente Zé, a esperança é a ultima a perder!

Boa sorte!

Tua irmã Manuela

António Almeida disse...

Torço para que Domingo quando o José cortar a meta o tempo registado premei o seu esforço e dedicação das últimas 12 semanas.
Boa sorte e uma excelente corrida.

Anónimo disse...

Já falta mesmo pouco. Espero que tenhas um dia fantástico e gostava de poder ver-te na chegada com a cara que aparece na fotografia da esquerda (suponho que em Roterdão).
Grande Abraço
Xico Costa